sábado, 31 de março de 2012

devaneio parisiense

Depois de uma noite espremida numa lata de sardinha, a aeromoça joga o cafe da manha em cima da minha bandeja ainda mal aberta. Buen dia!, diz seu espanhol rascante. A boca pastosa, os olhos ardentes, a coluna em frangalhos denunciam: voce acordou do outro lado do mundo. Tinha esquecido como é linda e louca essa possibilidade! Adormeci em sao paulo, acordei em madrid, segui para paris, que me recebeu com um dia tipico de printemps - céu claro e brisa fresca. Tinha esquecido também: a cada cinco passos, um café charmoso, uma boulangerie colorida, uma lojinha desprenteciosamente linda. Bistrôs expoem seus menus suculentos escritos em giz sobre lousinhas de criança. Plat du jour: franceses saem pra rua com a chegada da primavera, sedentos por uma nesga de sol. Paris esta alegre. Pedimos uma taça de vinho na calçada. Enquanto devaneio sobre tudo isso, meio bebada de cansaço, Marie me relembra como é agradavel redescobrir sua propria cidade pelos olhos de outra pessoa. Sim, renovar o olhar é sempre precioso. Hoje a brincadeira começou.

3 comentários:

Anônimo disse...

Meu amor
Que a brincadeira tenha palhaços que te façam rir e chorar e fadas e que te levem para mundos lindos e marcantes.
Um beijo e um abraço que so carinho de mãe pode te dar

Anônimo disse...

Meu amor
Que a brincadeira tenha palhaços que te façam rir e chorar e fadas e que te levem para mundos lindos e marcantes.
Um beijo e um abraço que so carinho de mãe pode te dar

chanelcinco disse...

Beta, querida...
Adorei o seu devaneio. Paris é linda demais!!!
Aproveite muitomuito
Beijos,
Eni